Anterior

Copel orienta estudantes e pedreiros sobre perigos da eletricidade

Anterior

Próxima

Inaugurada nova escola na Zona Norte que custou R$2 milhões

Próxima

Frizz


Home »

paraná

Publicado em 13 de Agosto de 2013, ás 10h07min

Número de mortes por gripe chega a 52 no Paraná

Desde o início deste ano, foram registrados 1.215 casos da doença e 52 mortes no Paraná. Secretaria avalia comportamento da gripe nos dois últimos anos

Frizz Agência Estadual de Notícias
Desde o início deste ano, foram registrados 1.215 casos da doença e 52 mortes (Divulgação)

A Secretaria estadual da Saúde divulgou nesta segunda-feira (12) o 10º boletim informativo da gripe em 2013. Desde o início deste ano, foram registrados 1.215 casos da doença e 52 mortes no Paraná. 

De acordo com o relatório, neste ano houve uma alteração no comportamento dos vírus Influenza, causadores da gripe. Assim como em 2012, o Influenza A (H1N1) continua sendo responsável pela maior parte dos casos, mas neste ano o vírus Influenza B passou a ser o segundo, com o maior número de amostras positivas e corresponde a 42% do total de casos. 

Enquanto em 2012 foram apenas nove casos por Influenza B, neste ano já são 511. Segundo o superintendente de Vigilância em Saúde, Sezifredo Paz, as formas de prevenção são as mesmas para todos os vírus da gripe, mas o monitoramento que é feito pelo Governo do Estado auxilia na elaboração de estratégias de enfrentamento da doença para os próximos anos. 

“Nosso monitoramento pode identificar 26 tipos de vírus ligados a problemas respiratórios. Além disso, temos a possibilidade de identificar vírus que circulam em outros países e podem ser introduzidos em nosso Estado”, afirma o superintendente. 

A médica e coordenadora do Centro de Informação e Respostas Rápidas de Vigilância em Saúde, Miriam Woiski, explica que nem todos os casos de gripe que ocorrem no Estado são contabilizados pela Secretaria da Saúde. “O monitoramento que realizamos leva em conta apenas as amostras que são enviadas ao Laboratório Central do Estado, que na maioria das vezes são de pacientes que foram internados ou atendidos em unidades sentinelas existentes no Paraná”. 

Somente neste ano, das 5.481 amostras analisadas pelo Lacen-PR, apenas 22% foram confirmadas para algum tipo de gripe (Influenza). 

MORTES – No boletim desta semana, mais cinco mortes por gripe foram confirmadas pela Secretaria da Saúde, quatro delas foram de pacientes que tinham doenças crônicas. De acordo com o levantamento da secretaria, das 52 mortes já confirmadas neste ano, 34 estão relacionadas a doenças crônicas. 

“Percebemos que a comorbidade [doença crônica] é o fator preponderante na maioria dos óbitos. Além disso, muitos pacientes procuram atendimento médico tardiamente e em situações já consideradas graves, inclusive com falta de ar”, alerta Miriam. 

As novas mortes por gripe foram registradas nos municípios de Curitiba, Londrina, Ponta Grossa, Turvo e Guaraniaçu, entre os dias 21 e 27 de julho.